História Familiar


Adriano Ramos-Pinto, bisavô de Pedro Araújo, é um homem "pós-filoxera", empresário genial (criou a empresa Ramos-Pinto com 20 anos), totalmente orientado para o comércio de vinho do porto, "marketeer avant la lettre" como demonstrado pelos arrojados cartazes promocionais e suas sugestivas ou transgressivas mensagens, intrépido conquistador de mercados longínquos como o Brasil (aonde pedir um vinho do porto se dizia "um Adriano"), em suma: um visionário que criou uma empresa sólida em poucos anos, que se tornou uma referência no sector e cuja estratégia hoje, 100 anos depois, ainda é surpreendentemente actual.

Estudado nas principais escolas de viticultura de Bordéus como o percursor do marketing do vinho no Mundo.